Xaneiro de 2014
 
 

27/01/2014

   CUTUDC / Novidades

  LABORAL
 

Realidade contra propaganda: Destruiçom de emprego continua a aumentar na Galiza

As contas do desemprego na Galiza das quatro províncias (as comarcas do leste ficam excluídas da Comunidade Autónoma e das contagens oficiais do Estado) concluem que em 2013 o número de desempregadas e desempregados nom deixou de subir.

 

  • Noticias relacionadas

 

Enquanto no Estado espanhol se produziu umha ligeira queda do número de desempregados e desempregadas, na Comunidade Autónoma da Galiza (CAG) o número final deixa 400 pessoas máis em situaçom de desemprego do que no fim do ano anterior (2012), o que supujo um aumento de 0,16%. Ninguém duvida que os dados oficiais, sempre "maquilhados" ficam aquém da realidade de um país com desemprego massivo e crescente.
 
Ao todo, a Galiza autonómica contabiliza já 277.800 pessoas oficialmente desempregadas, após a soma de 800 novas pessoas sem trabalho no quarto trimestre de 2013 em relaçom ao anterior (+0,27%). Som dados do Inquérito de Populaçom Ativa (EPA, nas suas siglas espanholas), publicados hoje mesmo polo também espanhol Instituto Nacional de Estatística (INE).
 
Pola sua vez, a ocupaçom ficou em 987.300 pessoas, descendo em 38.600 pessoas durante o último exercicio de 2013 (-3,77% em taxa interanual) e en 18.900 em termos intertrimestrais (-1,88%).
 
Comparativa Galiza-Espanha
Com umha populaçom ativa menor que a espanhola (54,32% na Galiza, 59,43% no Estado espanhol) e umha emigraçom em alta desde o início da atual crise sistémica, a Galiza tem também umha percentagem mais baixa de desemprego (21,96% face a 26,03% respetivamente), que produz o efeito estatístico enganador de existir umha situaçom laboral "menos má" na nossa naçom.
 
A realidade é que a Galiza perde cada vez mais populaçom ativa e que a discriminaçom laboral por género é gritante: 60,02% de desemprego feminino face a 49,14% masculino.
 
Entretanto, nom deixa de ser "curioso" que jornais como La Voz de Galicia dediquem na manhá de hoje a sua manchete a "celebrar" a queda do desemprego no Estado espanhol, num tom tam triunfalista como grotesco num jornal publicado num País, Galiza, em que o desemprego nom só aumenta, como nos deixa na terceira posiçom do Estado espanhol em destruiçom de emprego

 
http://www.diarioliberdade.org/artigos-em-destaque/404-laboraleconomia/45417-o-desemprego-continua-a-aumentar-na-galiza.html

 

 

 

 

 

 



CUT da UDC . SEMPRE DO LADO DAS TRABALLADORAS E TRABALLADORES

cutudc.com, 2009. Publicado baixo licencia Creative Commons DHTML Menu By Milonic JavaScript